Carregando...

Big Data Analytics na área jurídica: Por que implementar?

Scroll Down

Veja o que é Big Data Analytics, para que serve, qual é sua importância, como aplicá-lo e quais soluções podem facilitar esse processo.

Escritórios de advocacia e departamentos jurídicos de empresas manejam diariamente uma enorme quantidade de dados, seja em processos, arquivos internos, documentos de clientes, entre outros. E para otimizar a maneira como coletam, armazenam e utilizam esse fluxo contínuo de informações, muitas empresas têm investido no Big Data Analytics na área jurídica.

Neste post, veja o que é Big Data Analytics, para que serve, qual é sua importância no ramo jurídico, como aplicá-lo na prática e quais soluções podem facilitar esse processo. Acompanhe!

O que é o Big Data Analytics?

O termo Big Data é utilizado para definir um conjunto de ferramentas de Tecnologia da Informação (TI) que permite a captura, análise e catalogação em tempo real de grande volumes de dados e informações complexas.

Essas informações podem ser geradas e coletadas de diferentes fontes, tanto externas quanto internas, como cadastros de clientes, análises de mercado, redes sociais, dispositivos eletrônicos, Internet das Coisas (IoT) e até mesmo pesquisas offline. 

Em outras palavras, Big Data é todo dado que pode ser coletado, seja sobre uma empresa, tema ou pessoa.

Isso posto, quando falamos em Big Data Analytics, como o próprio nome indica, nos referimos à análise desses dados – estruturados e não estruturados – que são gerados a todo instante. 

Dessa forma, a grande vantagem do Big Data Analytics está em centralizar, em um único sistema, a coleta e a análise dessas grandes quantidades de registros.

Por meio de técnicas de estatística e processamento realizadas por sistemas específicos, é possível sistematizar, relacionar e compreender esses dados, transformando-os em informações estratégicas para a empresa.

Como resultado, obtém-se métricas relevantes que ajudam a desenvolver uma processo de tomada de decisões – internas e externas – muito mais consciente, embasado e fundamentado.

Na área jurídica, o Big Data Analytics pode ajudar escritórios de advocacia e departamentos jurídicos a lidar com os grandes volumes de dados que constam em contratos, processos, documentos, arquivos, etc.

Leia mais: O Bê-a-Bá do Big Data Analytics

Entenda para que serve o Big Data Analytics na área jurídica

Entenda Para Que Serve O Big Data Analytics Na Área Jurídica 1024x683

O meio jurídico trabalha com uma quantidade enorme de informações na forma de arquivos, dados, documentos e outros que devem ser armazenados, organizados, controlados e estar à disposição dos profissionais da área a todo instante.

Nesse sentido, tanto escritórios de advocacia quanto departamentos jurídicos de empresas podem utilizar o Big Data Analytics para auxiliar na organização das informações mais pertinentes para sua atuação.

Outro uso se dá em busca de mais praticidade: o sistema judiciário brasileiro conta com uma grande quantidade de dados que nem sempre são bem estruturados. Além disso, cada tribunal, independente da esfera, possui um sistema próprio.

Assim, o Big Data Analytics aparece como uma alternativa para unificar soluções e permitir que advogados e outros profissionais consigam acessar os dados de maneira mais ágil e simplificada.

Por tudo isso, muitas empresas, departamentos e profissionais já estão utilizando o Big Data Analytics na área jurídica para inovar, criando bancos de dados personalizados, que são alimentados somente com as informações que cada departamento ou advogado precisa.

Big Data Analytics na área jurídica: qual é a importância?

Tipos Politica Credito Conheca Todos 1024x684

Mensurar informações

O Big Data Analytics na área jurídica proporciona um acompanhamento muito mais certeiro de diversas informações relevantes para os negócios. 

Com ele, é possível acessar em tempo, por exemplo, panoramas financeiros ou de desempenho de colaboradores. 

Com essas métricas em mãos, torna-se mais fácil tomar decisões para otimizar a administração do negócios, como realizar alguma retenção de gastos ou remanejar algum colaborador.

Outras informações como faturamento por cliente, por natureza ou por caso, os honorários, monitoramento de contratos prestes a vencer ou provisionamento do contencioso também podem ser mensurados por meio do Big Data Analytics.

Identificar padrões

Todo processo possui informações que são valiosas para escritórios de advocacia e departamentos jurídicos de empresas. Por meio da associação e do cruzamento de dados, o Big Data Analytics possibilita  uma atuação muito mais precisa, identificando tendências e reconhecendo padrões em decisões e pareceres, por exemplo.

Assim, os profissionais da área jurídica podem lançar mão dessas soluções para melhorar os resultados dos processos pelos quais são responsáveis a partir de uma tomada de decisões mais acertada e eficiente.

Melhorar o processo de tomadas de decisões

Com mais dados em mãos, é possível avaliar qual será a melhor decisão para cada caso e para cada cliente. 

Como vimos, a partir do Big Data Analytics é possível identificar padrões nos pareceres dos juízes, o que permite, por exemplo, analisar o que a maioria dos magistrados decide sobre um determinado perfil de caso. 

Dessa forma, o profissional do Direito consegue definir a melhor estratégia a ser adotada e aumenta suas chances de sucesso.

Analisar a probabilidade de ganho

Com uma grande quantidade de dados à sua disposição, os profissionais da área jurídica conseguem elaborar processos muito mais robustos e organizados, traçando estratégias mais bem elaboradas.

Com o Big Data Analytics, é possível realizar uma análise prévia, verificando as chances de sucesso de cada ação, quais são as melhores saídas para que isso aconteça – como decidir entre buscar acordos ou prosseguir com o processo, por exemplo – e até mesmo o as probabilidades de êxito com o juiz que está julgando a ação, com base no seu histórico de decisões.

Esse tipo de análise seria inviável se fosse feita de forma manual, pois, para que seja precisa, é necessário coletar informações de inúmeros casos semelhantes, localizando padrões e tendências. 

Além de mais rapidez, o Big Data Analytics proporciona resultados mais amplos e inteligentes.

Projetar cenários

Caso o profissional da área jurídica identifique que a tendência de decisão de um determinado juiz não costuma ser favorável a casos semelhantes ao seu, a projeção de cenários pode ajudá-lo a preparar melhor sua atuação.

Isso porque, o Big Data Analytics permite analisar as possibilidades de diferentes cenários, buscando ocorrências possíveis e precedentes em outras decisões judiciais, o que pode favorecer a elaboração da peça de defesa ou acusação. 

Com decisões baseadas em dados concretos e estratégicos em mãos, conseguem-se melhores resultados e, consequentemente, clientes mais satisfeitos.

Investir em estratégias mais certeiras

Escritórios de advocacia e departamentos jurídicos devem se atualizar sempre e refinar suas estratégias de modo a otimizar suas operações e agregar mais qualidade ao seu trabalho.

O Big Data Analytics na área jurídica permite acompanhar o desempenho da concorrência, entender a performance da empresa, o panorama do mercado, analisar segmentos específicos, além de dados relativos a juízes, comarcas e advogados. 

Todos esses dados são valiosíssimos para o planejamento da empresa, proporcionando uma melhor gestão dos riscos e uma preparação mais antecipada.

Leia mais: Jurimetria: conceito, pilares e vantagens para o Direito

Os 3 Vs do Big Data Analytics e de que forma são úteis na área jurídica

Quais Vantagens Implementar Politicas Credito 1024x1024

Volume

Ter acesso a grandes volumes de informações ajuda a reduzir incertezas. Isso porque eles influenciam em duas frentes: no armazenamento e na análise. 

Graças a redes sociais, dispositivos móveis e aparelhos conectados à internet, a quantidade de informações que circula em meios digitais é enorme. Com a expansão diária desse volume de dados, torna-se muito mais fácil armazená-los e compreendê-los.

O Big Data Analytics, em conjunto com tecnologias como Inteligência Artificial e Machine Learning, é capaz de levar a análise de dados a um padrão muito mais elevado, permitindo que analistas de dados consigam trabalhar com um fluxo gigantesco de dados com alto desempenho e sem perda de performance.

Velocidade

Processar fluxos contínuos de dados em grande quantidade pode ajudar empresas a acompanhar melhor as dinâmicas de mercado. 

Aliado à sua capacidade de interpretar as informações do mercado e gerar insights, o Big Data Analytics pode colocar as empresas da área jurídica à frente da competição.

Para dar conta desses dados, a ferramenta necessita de um alto desempenho de análise, sendo capaz de identificar padrões rapidamente e com segurança. 

Para isso, o Big Data pode se aliar a outras tecnologias, sobretudo a computação em nuvem, que permite uma maior viabilidade operacional e com menor custo. 

Caso o fluxo de dados aumente, é possível escalar os recursos e impedir impactos consideráveis nas rotinas de análise.

A velocidade é fator tão importante quando falamos de Big Data Analytics, que muitos já definem o Fast Data como uma das maiores tendências para um futuro próximo.

Variedade

Outro aspecto importante do Big Data Analytics na área jurídica é a capacidade de trabalhar com fluxo de dados variados. Como vimos, essas informações podem ser originadas de diversas fontes, como redes sociais, dispositivos móveis e meios offline. Dessa forma, cada dado tem uma característica específica, podendo ser classificado de duas formas:

  • Dados não estruturados: refere-se àqueles que não são coletados em um banco de dados ou que não possuem uma estrutura definida. São registros que devem ser catalogados antes de serem analisados, já que apresentam um nível maior de ruídos.
  • Dados estruturados: consistem naqueles que, quando coletados, já estão organizados em um banco de dados ou solução similar. São mais fáceis de serem avaliados, já que demandam um número menor de rotinas para avaliar seu conteúdo.

Sendo assim, em relação à variedade, o Big Data Analytics é capaz de lidar com os dois tipos de informações.

Leia mais: Inteligência Jurídica: tecnologia resolve desafios

Como aplicar na prática Big Data Analytics na área jurídica?

Como Aplicar Na Pratica Big Data Analytics Area Juridica 1 1024x683

O Big Data Analytics na área jurídica é o que torna possível o cruzamento e a interpretação dos dados coletados e armazenados. Nesse sentido, destacam-se três tipos de dados que podem ser trabalhados nas estratégias da empresa:

  • Personal: gerados por dispositivos conectados a internet, a partir da Internet das Coisas. Podem ser dados sobre o ambiente ou sobre padrões de comportamento dos usuários, por exemplo.
  • Entreprise: gerados por sistemas de controle e gestão de empresas. Trazem informações sobre recursos humanos, finanças, produção etc. A análise desses dados ajuda a empresa a identificar problemas e oportunidades de otimização de processos e redução de custos.
  • Social data: gerados pelo comportamento das pessoas, especialmente nas redes sociais, mecanismos de busca e portais de notícias.

Todos esses dados podem ser utilizados por qualquer empresa ou setor, inclusive escritórios de advocacia e departamentos jurídicos.

Isso posto, o primeiro ponto para a implementação do Big Data Analytics na área jurídica é a construção de uma cultura Data Driven (guiado por dados) na empresa.

Leia mais: Saiba como uma empresa centenária implementou o mindset Data Driven

Isso significa que a organização deve atuar para que todos os profissionais compreendam a importância dos dados na definição de estratégias legais e direcionem sua atuação com base nesse conceito. Saber aonde se deseja chegar com o uso dessa solução é essencial para criar estratégias alinhadas às demandas do negócio.

Em seguida, é necessário estabelecer uma nova rotina interna que seja voltada para o valor desses dados. Nesse ponto, é necessário escolher a solução de Big Data Analytics  que será implementada na empresa. 

Para isso, devem ser avaliados diversos fatores, que vão desde o desempenho da ferramenta às opções de suporte oferecidas pelo desenvolvedor da solução.

A ferramenta ideal será aquela que consiga processar todo o fluxo de dados necessários e relevantes para as operações da empresa. 

Assim, investir em soluções robustas e complexas nem sempre é a melhor alternativa, uma vez que pode onerar a empresa pelo seu custo e não ter todo o seu potencial utilizado.

O passo seguinte se refere à inovação. Big Data Analytics e outras tecnologias que podem ser aliadas a ele são um grande passo em termos de inovação dentro da empresa.

Por isso, o escritório de advocacia ou departamento que deseja utilizá-lo como parte das suas operações e da sua cultura precisa destinar recursos para a inovação, aumentando os investimentos em técnicas, sistemas e dispositivos que permitam à empresa e aos profissionais tornar a experiência com essa solução mais eficiente e proveitosa.

Nesse sentido, dependendo do caso, a contratação de um analista de dados pode ser uma alternativa a ser estudada.

Como a Neoway pode ajudar na implementação do Big Data Analytics na minha empresa?

Como Neoway Pode Ajudar Implementacao Big Data Analytics Minha Empresa 1024x684

A Neoway desenvolveu duas soluções voltadas para a área jurídica: o Neoway Lawsuits e o Neoway Legal

Baseadas em Big Data Analytics e em tecnologias complementares, como Inteligência Artificial e Deep Learning, nossas plataformas de Legal Analysis são capazes de dar mais previsibilidade às decisões judiciais e embasar estratégias jurídicas.

O Neoway Lawsuits conta com a maior base unificada de processos judiciais do País, com mais de 345 milhões de casos. 

Com informações atualizadas e disponíveis 24 horas, as ferramentas permitem às empresas do setor e aos departamentos jurídico e de compliance das empresas tomar decisões com base em dados e de forma segura.

Leia mais: Dados sobre processos judiciais para advocacia

Já o Neoway Legal é uma solução de Jurimetria desenvolvida para departamentos jurídicos de empresas e escritórios de advocacia. 

A ferramenta traz informações essenciais para planos de contingenciamento, predição de probabilidade de êxitos em processos, identificação de teses-raiz, detecção de fraudes, dentre outras funcionalidades que tornam as estratégias das empresas mais eficientes. Tudo isso com uso da Inteligência Artificial e a possibilidade realização de benchmarking.

Juntos, o Neoway Lawsuits e o Neoway Legal trazem mais inteligência jurídica às empresas, que passam a ter uma visão global dos seus processos, acompanhando em tempo real a distribuição de processo pelo Brasil, identificando tendências, padrões e até mesmo oportunidades de novos negócios.

Conclusão: vale a pena implementar o Big Data na área jurídica?

A tecnologia, em especial o Big Data Analytics e outras soluções que podem complementá-lo, são uma ferramenta fundamental para auxiliar o processo de tomada de decisões, tornando-o mais ágil, correto e eficaz.

Essas soluções podem ter um poder verdadeiramente revolucionário dentro da empresa, uma vez que decisões baseadas em dados concretos e atualizados contribuem para a geração de insights que não seriam obtidos de outra maneira.

Veja mais sobre os efeitos dessa onda de inovação tecnológica no meio jurídico tanto para o âmbito corporativo como para o acadêmico no podcast Bites & Business que pode ser ouvido aqui. Ricardo Fernandes, Chief Researcher Officer da Neoway, e  Victor Varcelly, advogado, pesquisador de inovação e mestre em comunicação na contemporaneidade, comentam sobre Direito 4.0 e os benefícios da tecnologia para esse setor.

Se você precisa melhorar a gestão jurídica da sua empresa, consulte nossos especialistas e veja como aplicar as soluções Neoway ao seu negócio.

Colunista
Neoway
A Neoway é a maior empresa da América Latina de Big Data e Inteligência Artificial para negócios. Desde 2002, desenvolvemos soluções que dão produtividade e precisão para marketing, vendas, compliance, jurídico, crédito e fraude em setores como finanças, tecnologia, seguros, bens de consumo e saúde. Nossos redatores escrevem sobre tecnologia, negócios e suas intersecções.
Veja todos os artigos do colunista