Carregando...

Big Data em Telecom: conheça as aplicações estratégicas

Scroll Down

Entenda como os dados podem apoiar as empresas de telecom desde a segmentação de clientes até a previsão de churn

O Big Data e o setor de telecomunicações são praticamente indissociáveis, já que ambos crescem de forma interligada com o passar dos anos.

A área de telecom evoluiu muito nas últimas décadas, apresentando ainda mais avanço da conectividade. Primeiro com a popularização da internet, na época em que ela ainda era um conceito intimamente ligado aos computadores. Depois, com a proliferação do smartphone, que levou a conectividade para fora do ambiente de uma casa ou escritório.

Com as revoluções do 5G e da Internet das Coisas, que já estão em andamento, não há qualquer indício de que o setor venha perder relevância. Pelo contrário: tudo indica que só aumentará no futuro.

No entanto, mesmo com esse cenário tão promissor, as companhias da área ainda precisam lidar com uma série de desafios. E o Big Data estará lá para ajudá-las. 

O que é Big Data?

Big Data é um tema especialmente importante para o setor de telecomunicações, uma vez que o conceito se mistura com a evolução da infraestrutura de rede.

O Big Data é uma ideia cada vez mais presente em basicamente todas as atividades econômicas, ligada a volumes crescentes de informações produzidas rotineiramente, em especial com a popularização de dispositivos conectados às redes de telecom.

A partir dessa enxurrada de informações que a sociedade produz a cada instante, é possível detectar padrões de comportamento, que podem direcionar estratégias apontadas pela análise desses dados.

Devido a esse artifício da tecnologia avançada, governos podem diagnosticar melhor os problemas da população, por exemplo, e empresas podem criar diferenciais de mercado e apostar nas oportunidades que ofereçam as melhores chances de sucesso.

E o setor de telecomunicações? O que enfrentam as empresas da área e como elas podem se beneficiar do Big Data?

Quais são os desafios do setor de Telecom?

Quais Sao Os Desafios Do Setor De Telecom Min 1024x1024

O mercado de telecomunicações é dos mais acirrados, e as empresas da área precisam enfrentar uma série de desafios para se manterem competitivas. Talvez o maior desses obstáculos seja o alto custo de operação. O investimento em infraestrutura é crucial para as companhias, e os valores envolvidos são enormes. 

Um exemplo foi o leilão das frequências do 5G no Brasil, que fez com que as operadoras desembolsassem R$ 47,2 bilhões ao governo. Elas ainda precisarão arcar com os custos da implementação da rede.

Outro grande desafio do setor são as interrupções de serviço, que podem ser causadas por uma série de fatores, desde congestionamento da rede até problemas como o rompimento de cabo por causa do mau tempo ou falta de manutenção adequada.

Esse tipo de transtorno não é só um inconveniente para o consumidor. As ocorrências podem se transformar em prejuízos em grande escala quando se acumulam.

Como soluções de Big Data apoiam o setor de Telecom?

A análise de Big Data tem potencial para fornecer às empresas as armas necessárias para enfrentar todos esses desafios.

Nesse aspecto, os dados proporcionam os insights necessários para vender mais e atrair clientes novos, reter os antigos e ainda reduzir os custos altíssimos da operação em telecom. Por meio da análise de Big Data, a companhia pode detectar, por exemplo, sinais de congestionamento da rede e reagir imediatamente a fim de minimizar o impacto.

Também é possível identificar os padrões de comportamento do público para apontar as melhores formas de direcionar os recursos de tráfego a fim de minimizar gargalos.

A partir dessas informações, a companhia ganha por dois aspectos. O primeiro deles é proporcionar uma experiência mais fluida para o consumidor, com menos interrupções de serviço, o que contribui para sua satisfação.

O outro é a capacidade de gerenciar melhor os recursos e investi-los das formas mais inteligentes para maximizar o ROI (retorno do investimento, na tradução) ao reduzir o desperdício que pode ser especialmente prejudicial em uma operação tão custosa.

Os dados também podem apoiar a manutenção da rede por meio do diagnóstico preditivo. Esse modelo aponta riscos de falhas e permite à companhia trabalhar proativamente para solucioná-los antes que se tornem um problema.

Como o Big Data ajuda a reter clientes?

O Big Data também pode apoiar estratégias que estão diretamente relacionadas com a retenção dos clientes e vão além de garantir mais qualidade no serviço. A partir do grande volume de dados acumulados pela companhia é possível entender detalhes sobre o consumidor para oferecer um tratamento diferenciado para cada perfil.

As informações permitem delinear os perfis, segmentar a base de clientes e entender suas preferências. Outra possibilidade é reconhecer quais são os grupos mais rentáveis e identificar os clientes mais valiosos.

Com todos esses dados em mãos, a companhia pode fazer ofertas mais adequadas e direcionadas para cada usuário, que proporcionam maiores chances de retenção.

O monitoramento também leva ao entendimento do sentimento dos clientes em relação ao serviço. Assim, é possível saber se uma grande parte do público está insatisfeita ou se não há reclamações sobre o que foi contratado.

Além disso, uma estratégia de Big Data também pode atrair novos consumidores para sua base por meio da capacidade de entender e interpretar a necessidade do público e oferecer o pacote ideal para conquistá-lo.

Outros benefícios do Big Data em Telecom

Outros Beneficios Do Big Data Telecom Min 1024x1024

Existem ainda outras aplicações de análise de Big Data que podem influenciar positivamente nos negócios.

  • Detecção de fraude: Não faltam casos de tentativas de fraudes contra empresas de telecomunicações, e elas afetam diretamente a relação com o consumidor. O Big Data pode ajudar a identificar clonagem, acessos irregulares e fraude comportamental;
  • Segurança de dados: as aplicações apoiam o melhor gerenciamento dos riscos de ciberataques e melhoram a proteção das informações dos assinantes;
  • Otimização de preço: com as devidas informações, a organização pode ter uma noção profunda do mercado para adotar uma abordagem de precificação dinâmica, que leva em conta diferentes fatores na definição dos valores. 
  • Previsão e prevenção de churn: os dados podem ajudar a antever as perdas de assinantes e permitem à empresa agir para tentar retê-los ou, ao menos, evitar a surpresa e se preparar adequadamente para a perda dessas receitas. 

Conclusão

Como visto, a relação do Big Data com telecom é frutífera. A tecnologia jamais teria o potencial de hoje se não fossem os avanços em infraestrutura proporcionados pelos investimentos no setor de telecomunicações.

Ao mesmo tempo, a análise de dados se prova uma ferramenta interessante para que as próprias companhias da área possam operar melhor e de forma mais inteligente. São boas respostas para perguntas complicadas com as quais o setor precisa lidar.

Por meio do uso de dados, é possível reduzir custos, investir recursos de forma mais acertada, aprimorar o relacionamento com clientes e facilitar a viabilizar novas vendas com mais facilidade.

Empresas que querem se manter competitivas neste momento de transformação do mercado precisam estar atentas às oportunidades proporcionadas pelo Big Data, ou correr o risco de ficar para trás.

Gostou do nosso conteúdo? Esperamos que sim! Para se informar um pouco mais sobre o tema, leia nosso artigo sobre o Bê-a-Bá do Big Data Analytics.

Colunista
Neoway
A Neoway é a maior empresa da América Latina de Big Data e Inteligência Artificial para negócios. Desde 2002, desenvolvemos soluções que dão produtividade e precisão para marketing, vendas, compliance, jurídico, crédito e fraude em setores como finanças, tecnologia, seguros, bens de consumo e saúde. Nossos redatores escrevem sobre tecnologia, negócios e suas intersecções.
Veja todos os artigos do colunista