Carregando...

Concessão de crédito: o uso do Big Data Analytics como aliado

Scroll Down

A tecnologia garante eficiência, rapidez e segurança na concessão de crédito. Veja como ela pode ser aplicada e conheça os diferenciais da Plataforma Neoway.

Concessão de crédito é a prática de emprestar valores a empresas ou pessoas mediante um contrato e garantias estabelecidas para o pagamento da dívida. Os empréstimos são concedidos por diferentes instituições, mas especialmente as financeiras, e sua efetivação depende da análise do perfil do cliente. !

Para minimizar os riscos inerentes a este tipo de atividade, é preciso administrar as possibilidades negativas, controlando-as e mantendo-as dentro dos padrões apropriados de gestão.

Um dado relevante, que demonstra que as instituições que concedem crédito devem manter um alto nível de atenção, é a taxa de inadimplência no Brasil: no último ano, cerca de 30% dos brasileiros e quase 32% das 19,2 milhões de empresas registradas no país tinham contas em aberto.

Para ampliar a segurança na gestão de risco no mercado de crédito, é fundamental contar com processos estruturados e eficientes.

Coletar e analisar dados relevantes sobre o cliente (CPF ou CNPJ), buscando-os no maior número possível de fontes (Receita Federal, Serasa, SPC, tribunais de justiça, Junta Comercial, Banco Central etc.) são fatores necessários para a viabilidade das operações.

Vale destacar que todos esses dados precisam, ainda, estar acessíveis em tempo integral, serem constantemente atualizados e facilmente compreendidos por todos os envolvidos no processo de análise de crédito.

Ou seja, é necessário criar políticas e ter um bom sistema de concessão de crédito em funcionamento para poder realizar uma análise completa dos solicitantes do empréstimo.

Com isso, a empresa pode entender melhor o perfil do cliente, os meios que ele tem para realizar o pagamento e, assim, evitar “calotes”.

A boa notícia é que a tecnologia do Big Data Analytics já desponta como uma das principais soluções para resolver os problemas de eficiência e segurança desse mercado.

E sua empresa, como realiza a análise de crédito dos clientes? Importa milhares de dados consultados em sites para planilhas ou sistemas genéricos?

E a equipe de analistas, ainda perde horas para validar um perfil de cliente correndo o risco de perdê-lo para a concorrência? Não consegue mensurar de forma clara os perigos de uma operação de alto valor ou não consegue ganhar escala para validar o alto volume de pequenos empréstimos?

Se você respondeu positivamente a alguma destas perguntas, vale a pena continuar a leitura e entender como aperfeiçoar o processo de concessão de crédito da sua empresa por meio de ferramentas automatizadas e inteligentes. Confira!

Como funciona a concessão de crédito no Brasil

Desde 2013, o Brasil segue as diretrizes do Basileia III, um acordo mundial para ampliar a confiabilidade e a estabilidade do Sistema Financeiro Internacional.

Os países que seguem o Basileia III precisam estabelecer regulações rigorosas para instituições financeiras, especialmente bancos, que devem adotar práticas seguras e eficientes para análise dos perfis dos clientes em toda sua esteira de operações e serviços.

O acordo afeta também a concessão de crédito e, por consequência, todas as outras empresas que atuam nesse ramo precisaram se adequar às suas diretrizes. Dessa forma, a avaliação e validação de clientes aptos a receber um empréstimo se tornou mais criteriosa.

Além do Basiléia III, as instituições de crédito devem cumprir normas como a Lei n. 9613 e a circular n. 3978 do Banco Central, que tratam da prevenção à corrupção, à lavagem de dinheiro e ao financiamento ao terrorismo.

Por outro lado, o Brasil criou uma nova modalidade de crédito que facilita os empréstimos: o crédito consignado.

Estabelecido pela Medida Provisória 130 de 2013, ele possibilita que os valores sejam concedidos em consignação, ou seja, com descontos diretos na folha de pagamento e em contas salariais.

Nesse caso, a renda mensal é dada como garantia do pagamento, pois à medida que o salário é depositado, a parcela do empréstimo é abatida.

Com isso, atualmente temos no Brasil as seguintes modalidades de crédito:

  • Para Pessoa Física – crédito consignado, cheque especial, cartão de crédito, empréstimo pessoal, crédito estudantil, financiamentos, financiamento imobiliário e de veículo, leasing, adiantamento de décimo terceiro salário e outros;
  • Para Pessoa Jurídica – crédito para capital de giro, crédito rural, crédito para projetos e compras relativas a empresa, empréstimos para criação de negócios e startups, entre outros.

[Comece a entender como fazer como fazer análise e gestão do risco de crédito de forma eficaz]({{< ref “/blog/risco-de-credito-como-fazer-analise-e-gestao-de-forma-eficaz” >}}) neste outro artigo!

Quais são os critérios para concessão de crédito

Critérios concessão de crédito

Para estabelecer critérios para concessão de crédito é preciso considerar uma série de informações relacionadas a dados financeiros e situação socioeconômica do CNPJ ou CPF avaliados.

Estes dados permitem mensurar a probabilidade e a capacidade de endividamento e pagamento da pessoa ou empresa tomadores do empréstimo.

Entre os critérios mais conhecidos para a análise de crédito, estão os 6 C’s do crédito: Caráter, Capacidade, Capital, Colateral, Condições, Conglomerado.

Ao considerar cada um destes fatores, tendo eficiência e precisão na avaliação, é possível que a instituição chegue a uma tomada de decisão mais segura.

Entenda melhor cada um deles:

  • Caráter – vinculado ao histórico financeiro do cliente e sua reputação no mercado com base, por exemplo, em transações passadas.
  • Capacidade – condições que o cliente possui para saldar a dívida
  • Capital – referente ao patrimônio líquido da empresa-cliente e sus sócios – tudo aquilo que compõe o inventário da companhia.
  • Colateral – garantias oferecidas em troca do crédito: equipamentos da empresa, imóveis, ativos, entre outros
  • Condições – avaliação da atual situação financeira do cliente, suas perspectivas e o seu potencial para aumetar ou diminuir ganhos.
  • Conglomerado – verificação da situação econômica das outras empresas inseridas no mesmo grupo corporativo daquele perfil sob anális.

Os bancos e outras instituições financeiras somam mais elementos a esses critérios, que tratam diretamente do risco atrelado a determinado perfil. São eles:

  • Risco de inadimplência – está ligado a incapacidade financeira da parte tomadora do crédito de arcar com as obrigações devidas na transação.
  • Risco de degradação de crédito – quando o cliente perde a sua capacidade pagadora ao longo do tempo, o que pode levá-lo a se tornar inadimplente.
  • Risco de degradação de garantias – é uma avaliação sobre o que será dado em garantia do empréstimo: qual a situação atual e o valor de mercado dquele bem e qual a possível variação disso durante a duração contrato de concessão de crédito.

Veja mais detalhes sobre o sistema de concessão de crédito usado por bancos no artigo: [Como o risco de crédito é controlado na atividade bancária]({{< ref “/blog/como-o-risco-de-credito-e-controlado-na-atividade-bancaria” >}}).

Concessão de crédito em tempos de crise: o que muda?

Mudança na concessão de crédito em tempos de crise

Em cenários de instabilidade política e/ou econômica ou em momentos de crise sanitária, como a provocada pela pandemia do Covid-19, o mercado de crédito é um dos mais afetados.

Isso porque, enquanto as instituições de crédito precisam ampliar os cuidados com as possibilidades de inadimplência, a sociedade demanda ainda mais agilidade nas análises e um pouco mais de tolerância e confiança para a validação do perfil dos solicitantes.

É preciso ter bom senso com o momento, mas não deixar de lado as boas práticas estabelecidas na política de crédito. Afinal, assume-se um alto risco de não receber o valor pela baixa liquidez da economia nesses períodos.

Uma alternativa é buscar soluções que permitem um score de crédito mais justo neste momento de crise. Essas ferramentas agregam dados do cadastro positivo na hora de verificar os perfis e identificar os “bons pagadores”.

Assim, as análises ficam mais precisas e condizentes com a realidade dos clientes e das empresas de concessão de crédito.

Entenda como o uso de dados do cadastro positivo permitem um score de crédito mais inclusivo no podcast Bytes & Business da Neoway, com a participação de Rodrigo Barcia, Chief Transformation Officer da Neoway, e Ricardo Thomaziello, Diretor de Produtos e Analytics da Quod.

O Sebrae também listou as principais medidas financeiras adotadas por bancos para ajudar a conter a crise financeira causada pelo Coronavírus no Brasil.

Acesse o conteúdo completo aqui.

Quais são as diferenças na concessão de crédito para Pessoa Jurídica

De forma geral, a concessão de crédito para Pessoa Jurídica envolve valores muito maiores quando comparados aos empréstimos concedidos a Pessoas Físicas.

Portanto, considerando o alto risco da operação, as instituições precisam refinar a verificação, incluindo mais informações e critérios antes de validá-la.

É necessário, nesses casos, realizar uma verificação completa do CNPJ para ter certeza de que o negócio será feito com uma empresa idônea e com condições de quitar a dívida adquirida.

As instituições financeiras também devem estar em compliance com legislações e normas anticorrupção, antifraude e antiterrorismo, conforme falamos anteriormente.

Entre os critérios para concessão de crédito para empresas, destacamos:

  • O número de ativos, passivos e capital próprio da empresa;
  • O número de ativos, passivos e capital próprio de outras mpresas ligadas a tomadora do empréstimo;
  • As dívidas trabalhistas ou com a União
  • Inclusão em processos judiciais
  • Inclusão em listas restritivas
  • Quadro societário e seus víncuos (como a vinculação político-partidária ou com [PEPs]({{< ref “/blog/pessoas-politicamente-expostas-como-evitar-riscos-para-sua-empresa” >}}));
  • Certidões negativas, etc

Já nas avaliações de Pessoa Física, as buscas ficam mais restrita a bens, participação societária, renda estimada, vínculos empregatícios, dívida ativa, etc.

Como analisar e monitorar a concessão de crédito para clientes

Analisar e monitorar concessão de crédito para clientes

Para garantir a segurança ao conceder crédito, é necessário considerar uma série de informações do futuro cliente, relacionadas ao seu CNPJ ou CPF.

Esses dados são agrupados para formar um score de crédito que determina o perfil do futuro cliente: se é bom pagador e tem condições financeiras para quitar suas dívidas, principalmente em casos de operações envolvendo grandes valores.

No entanto, existem dois pontos fundamentais para o processo de avaliação do perfil do cliente: precisão e agilidade.

Mas, como determinar exatamente, ou com a maior certeza possível, para que tipo de pessoa ou empresa será feita a concessão de crédito, sem demorar dias para validar o empréstimo?

A resposta está no Big Data Analytics e no machine learning, tecnologias aplicadas para ampliar a capacidade e dar inteligência à análise de crédito.

Tecnologia garante eficiência, rapidez e segurança na concessão de crédito

As empresas que concedem crédito investem muito em prevenção para evitar perdas financeiras com inadimplências. Assim, adotam procedimentos que ajudam a reduzir esse risco.

Para isso, essas companhias devem analisar com precisão e agilidade um grande volume de dados, determinar o perfil do cliente e atribuir a ele um score positivo ou negativo.

Essas instituições também devem ficar atentas ao tempo de duração das avaliações, a fim de oferecer uma experiência satisfatória ao cliente e evitar a perda do negócios em decorrência da demora no atendimento.

Se seu concorrente estiver um passo à frente em termos de agilidade, provavelmente vai conseguir fechar o empréstimo antes da sua empresa.

Mas o que significa estar um passo à frente? Pode significar que tal concorrente já utiliza o Big Data Analytics para diminuir o tempo de duração dos processos de concessão de crédito.

As soluções inteligentes que agregam tecnologia à operação tornam a análise de crédito mais ágil, eficiente e segura, tanto para a empresa concessionária, quanto para o cliente.

E na prática, como o Big Data Analytics funciona no setor?

As soluções de Big Data Analytics permitem reunir em um único sistema dados os estruturados e atualizados de diferentes fontes. Também possibilitam o cruzamento rápido dessas informações.

Dessa forma, oferecem uma visão mais ampla e em tempo real dos riscos relacionados a cada perfil de cliente e permitem realizar análises preditivas para a tomada precisa de decisão.

É possível coletar e avaliar dados de fontes externas como SPC, Serasa, Receita Federal, Banco Central, Juntas Comerciais, tribunais judiciais, entre outras, e aprofundar as análises de acordo com os modelos e métricas relevantes para cada empresa.

Esse tipo de combinação não seria possível por meio dos processos tradicionais (e muitas vezes manuais) de confirmação de dados.

É o Big Data Analytics que torna o sistema de concessão de crédito inteligente e facilita a elaboração de um estudo completo do potencial cliente, com a escala e a velocidade que as organizações precisam.

O que avaliar para escolher a melhor plataforma

Avaliação e escolha plataforma de concessão de crédito

Uma boa plataforma para concessão de crédito deve possibilitar que as empresas ganhem escala, agilidade e segurança em suas verificações. Também deve oferecer inteligência de dados para garantir análises preditivas por meio do cruzamento de um alto volume de dados.

Um sistema de gerenciamento de crédito eficiente também deve realizar a checagem inicial para validação de identidade do cliente (onboarding) e o monitoramento constante dos perfis considerados de alto risco.

Somadas, essas ações ajudam a prevenir não só a inadimplência, mas também outros riscos e fraudes como lavagem de dinheiro e financiamento a atividades ilícitas.

Tudo isso você pode encontrar em uma única solução, que realiza desde o onboarding de clientes e processos de diligência prévia, checagem fiscal, econômica e de ativos, até o acompanhamento contínuo de perfis selecionados.

Essa solução é a Plataforma Neoway, que você conhece melhor a seguir.

A Plataforma Neoway

A Plataforma Neoway permite fazer uma varredura completa em registros públicos de pessoas e empresas que sirvam de suporte para análise de crédito.

Os dados coletados são confiáveis e atualizados, e ficam dispostos de forma visual e intuitiva para facilitar a identificação de padrões.

A solução permite, por exemplo:

  • Realizar o onboarding digital: Verifique a autenticidade da identidade do cliente de forma automatizada e rápida por meio de APIs seguras e escaláveis.
  • Analisar em profundidade o perfil do cliente: Entenda o status da situação cadastral, fiscal, tributária, judicial, trabalhista, etc.
  • Identificar grupos econômicos: Desvende grupos econômicos, seus quadros societários e as ligações que possuem com listas restritivas.
  • Analisar beneficiários finais: Explore a cadeia societária de empresas até que se identifique a pessoa física beneficiária final, verificando as ligações que ela, seus sócios e a própria empresa possuem com listas restritivas.
  • Listar ativos (tangíveis e intangíveis): Faça a exaustão patrimonial com informações atualizadas sobre bens ativos tangíveis (ex: veículos, imóveis, aeronaves) e intangíveis (ex: marcas, patentes, softwares).
  • Analisar e mapear processos judiciais: Conheça os processos judiciais dos quais pessoas e empresas são partes e analise as informações detalhadas destes processos.
  • Fazer o monitoramento contínuo: Acompanhe perfis de risco e grupos de interesse ligados aos clientes analisados, especialmente os de Pessoa Jurídica, como seus sócios e parentes.

Assista ao vídeo e entenda melhor o funcionamento da Plataforma Neoway Risk & Compliance:

De forma resumida, podemos dizer que a Plataforma Neoway ajuda a entender quando o perfil analisado está apto a receber o crédito e sinaliza quando a análise identifica algo negativo.

As soluções de Big Data Analytics tornam possível gerar mais negócios em menos tempo e com menos riscos, além de evitar problemas jurídicos, de imagem ou prejuízos financeiros.

Separamos mais conteúdos que mostram as funcionalidades e vantagens das soluções da Neoway para aperfeiçoar a gestão de crédito:

Conclusão

A concessão de crédito é uma atividade que, por natureza, está ligada a riscos. Porém, é possível minimizar as possibilidade de prejuízos financeiros, legais e de imagem.

Com as ferramentas de Big Data Analytics, as empresas conseguem reunir dados importantes de diversas fontes e mantê-los atualizados. Isso torna a análise de crédito mais segura, ao mesmo tempo em que dá agilidade e escala aos processos.

Mas essas soluções ainda vão além ao permitir análises preditivas, com a criação de modelagens de dados desenvolvidas exclusivamente para o que a instituição deseja verificar.

Ou seja, inteligência, segurança, escala e agilidade podem e devem andar lado a lado nos processos de concessão de crédito.

Saiba como a Confidence Câmbio ganhou agilidade e eficiência na Prevenção à Lavagem de Dinheiro com a solução de Risk & Compliance da Neoway.

Case Confidence Câmbio

Se a sua empresa precisa de mais previsibilidade e agilidade nas análises de crédito, consulte nossos especialistas e veja como aplicar Big Data Analytics ao seu negócio.