Carregando...

Gestão de dados: O que é, princípios e como fazer

Scroll Down

A gestão de dados é o caminho adequado para tomar decisões conscientes e alcançar melhores resultados. Aproveite esse diferencial competitivo e esteja um passo à frente.

O uso de dados está no radar de todos os gestores que buscam eficiência. Termos como Big Data, Machine Learning e outras soluções tecnológicas entraram de vez no vocabulário das empresas porque guiam decisões estratégicas.

Os dados estão em todos os lugares. No ambiente corporativo, colaboradores, clientes e fornecedores promovem conexões que geram informações a todo momento, em escala cada vez maior.

Coletar, organizar e gerir essa quantidade enorme de insumos é o desafio das empresas competitivas. A inteligência analítica é um recurso valioso, pois permite às organizações darem passos firmes.

A previsibilidade nos negócios, componente-chave na busca pelo crescimento sustentável, é uma das vantagens alcançadas por meio da gestão adequada dos dados. Neste texto, você entende o conceito do tema e confere as melhores práticas de mercado.

O que é gestão de dados

A gestão de dados é composta de processos, metodologias e ferramentas dedicadas a zelar pelas informações de maneira segura e transparente.

Quando bem executada, é uma prática que permite aos gestores terem visão clara da organização e alcançar a chamada sabedoria empresarial.

Transformar os dados gerados em informações confiáveis e relevantes é o objetivo de empresas comprometidas com o Big Data Analytics.

A análise inteligente de dados facilita o entendimento de cenários complexos, contribui com insights poderosos sobre o comportamento do consumidor e faz a diferença em decisões estratégicas.

Imagem02 CTA Gestao De Dados A Servico Das Vendas
Gestão de dados a serviço das vendas ajuda a refinar a audiência. Saiba como

Gestão de dados ou gestão da informação?

Imagem03 Gestao De Dados Ou Gestao Da Informacao

Os dados compõem o estágio inicial da cadeia de evolução dos negócios. Conforme explica o site Devmedia, eles são a matéria-prima que, após estruturada, ganha significados e passa a ser considerada informação.

Os dados por si só não trazem respostas para as perguntas que surgem no dia a dia dos gestores. Eles precisam ser interpretados e combinados com outras tecnologias para fazer sentido.

A esse processo damos o nome de inteligência dos dados na Neoway. Porque mais do que gerar dados, as soluções digitais devem contribuir para geração de conhecimento que se transforma em valor para o negócio.

Por esse motivo, é correto falar em gestão dos dados em vez de gestão das informações.

O que é governança de dados

Governança de dados é a área responsável por estabelecer regras para uso de dados dentro da instituição. Cabe ao setor definir estratégias, mecanismos de controle e políticas acerca das atividades que envolvem o tema.

A governança de dados é o guarda-chuva que concentra a gestão de dados na prática. Entre suas atribuições, está o objetivo de proteger os ativos da empresa de acordo com requisitos internos e externos, em conformidade com a legislação.

No dia a dia da empresa, a área cumpre ainda o importante papel de direcionar atenção ao tema e garantir a continuidade de uma agenda própria.

Qual a função e importância da gestão de dados para as empresas?

Os dados são captados por meio de inúmeras fontes de informação e boa parte deles está disponível publicamente. O principal desafio, portanto, não é coletá-los, mas, sim, tratá-los de maneira adequada.

Empresas que não fazem bem esse trabalho desperdiçam recursos humanos e financeiros. Quando os dados não estão organizados, o tempo gasto com tarefas burocráticas aumenta.

Já imaginou precisar garimpar informações importantes sempre que houver necessidade? Balanços financeiros, relatórios de prospecção e quaisquer documentos importantes. Seria contraproducente procurá-los periodicamente e individualmente, em diferentes fontes.

A gestão de dados traz eficiência operacional. Mais do que agilizar e aprimorar o gerenciamento de processos, o uso de soluções digitais reduz custos e elimina possibilidades de erro humano no manuseio de informações.

Outra vantagem é a integração das áreas, uma das principais preocupações dos líderes em tempos de valorização do trabalho colaborativo.

Nesse caso, TI ganha especial atenção. A partir da gestão de dados, o setor, que normalmente mantém agendas próprias, se aproxima das áreas de negócios, o que facilita a unificação das estratégias.

O uso da tecnologia aprimora a sintonia dentro da organização e abre espaço para melhores oportunidades integradas. Os ganhos são evidentes.

No relacionamento com o consumidor, por exemplo, a integração precisa das áreas pode gerar insumos para o melhor atendimento no pós-venda. Por outro lado, a falta de integração leva ao desconhecimento e a ações desconectadas com o histórico de venda.

Os benefícios se estendem para além das questões comerciais, e a segurança é uma das principais atribuições da gestão de dados. Tendo em mente quão valioso é este recurso, todos os esforços feitos na direção de protegê-los, com mecanismos de controle, devem ser feitos.

A boa gestão de dados é responsável por manter sigilo sobre informações confidenciais, processos e estratégias que não devem sair do ambiente empresarial.

Os 3 dados mais importantes de uma empresa

Imagem04 Os 3 Dados Mais Importantes De Uma Empresa

A empresa SnapLogic conduziu pesquisa junto a 300 empresas de médio porte para entender suas principais necessidades em relação ao tema.

Mais do que investigar o nível de adoção do uso de tecnologias, o estudo identificou as 3 categorias de dados mais importantes para as empresas consultadas.

Dados do consumidor

Todas as empresas dependem de clientes para sobreviver, então não surpreende que esta seja sua principal necessidade.

O que é interessante notar são as possibilidades que surgem a partir da gestão dos dados dos consumidores.

A jornada do consumidor é complexa e cercada de múltiplos pontos de contato. Registrar o histórico dessas informações, analisá-las e buscar novos insights é fundamental para aprimorar o processo de venda.

Empresas que fazem uma gestão de dados adequada podem adotar soluções eficientes de segmentação de acordo com os mais diversos perfis.

Podem, ainda, incluir análises preditivas para estimar a capacidade de compra e o momento mais adequado para a abordagem comercial.

Portanto, investir no mapeamento, na classificação e no tratamento dos dados é imprescindível para identificar as melhores oportunidades de venda.

Dados da área de tecnologia

A área de tecnologia se tornou estratégica porque a economia, hoje, é digital. Seja esse o core do negócio ou não, todas as organizações reconhecem a importância de investir no manuseio das informações geradas no mundo online.

Isso porque quanto maior a quantidade de dados coletados, mais relevante será o trabalho de análise dessas informações.

Embora a automação da área de TI ainda não seja uma realidade para muitas empresas, o uso de soluções tecnológicas combinadas confere agilidade e produtividade.

Dados financeiros internos

Ter uma boa gestão de dados significa a capacidade de encontrar toda e qualquer informação relevante com agilidade. Para isso, é preciso que ela tenha sido devidamente classificada dessa forma.

Não é à toa que os documentos financeiros estão entre os principais dados de uma empresa. São informações sensíveis, muitas vezes sigilosas, e ao mesmo tempo estratégicas para a tomada de decisões.

Nesse caso, os desafios são duplos: além de estarem disponíveis para consultas rápidas, arquivos deste porte precisam estar protegidos com o nível máximo de segurança.

Conheça os princípios mais importantes da gestão de dados

Imagem05 Conheca Os Principios Mais Importantes Da Gestao De Dados

A definição de princípios é fundamental para qualquer processo de gestão. No caso do gerenciamento de dados, não é diferente.

Para funcionar de forma adequada e prover resultados positivos para a organização, o fluxo dos dados deve ser eficiente em todas as suas etapas.

Em artigo publicado em 2016 na revista do Tribunal de Contas de União e repercutida pela FIA, o especialista Ricardo Stumpf, atuante na área de Gestão Técnica de Dados, listou os princípios que devem reger os cuidados com os dados no ambiente em que eles estão inseridos.

Como diz Stumpf no texto, “dados são ativos gerenciáveis, seja para o funcionamento saudável da instituição, seja para análise de dados sofisticada”.

Segundo ele, os princípios mais importantes para a gestão de dados são:

O valor dos dados

Dados são e devem ser considerados um ativo importante da organização. Quando analisados e interpretados, eles se transformam em informações e análises valiosas para a tomada de decisões.

Neste texto sobre LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais) no blog da Neoway, classificamos assim: “dados pessoais são pessoas e, portanto, merecem o respeito necessário”

Padrões

A definição de padrões é essencial para a classificação dos dados. Por meio desse processo, é possível esclarecer cenários, revisar estratégias e identificar tendências com base nas informações coletadas e analisadas.

Eficiência

Dados desestruturados não geram valor. Para contribuir ativamente para a instituição, eles devem ser relevantes e precisam estar organizados de maneira clara, para que o acesso possa ser feito rapidamente, a qualquer momento.

Contextualização

Não basta ter os dados à disposição, é preciso compreender sua finalidade e seus casos de uso. O contexto do uso de informações é, inclusive, um dos principais fundamentos da LGPD, com a qual a Neoway está em conformidade. Entenda as adaptações que fizemos para elevar ainda mais o nível de segurança dos dados.

Gestão de riscos

Empresas que usam dados estão mais bem informadas para monitorar o ambiente de negócios e afastar ameaças corporativas. Daí a importância de estar em conformidade com a legislação e demais políticas e mecanismos de controle internos.

O que a gestão de dados abrange?

Imagem06 O Que A Gestao De Dados Abrange

Acesso

Com o dinamismo dos negócios, a agilidade para encontrar dados relevantes é vital para fundamentar a tomada de decisões.

Como a quantidade de dados gerados cresce exponencialmente, o uso de soluções digitais se faz necessário para ter eficiência operacional.

Plataformas de Big Data Analytics atendem à demanda de vasculhar informações em bancos de dados numerosos e reuni-las de maneira rápida e intuitiva. Saiba como funciona.

Qualidade

Segmentação, classificação, mapeamento. Essas palavras representam as vantagens de realizar análises de dados inteligentes.

Por meio de soluções tecnológicas, é possível determinar filtros capazes de oferecer insights baseados no contexto no qual a empresa está inserido, com dados relevantes de acordo com setor de atuação, porte e particularidades.

Afinal, como falamos sempre na Neoway, os dados precisam gerar conhecimento para o negócio.

Integração

Há uma infinidade de dados disponíveis, sendo boa parte deles pública. A geração de valor para o negócio reside no cruzamento de informações diferentes capazes de oferecer novas perspectivas relevantes.

A integração dos dados busca conferir significados que permitam aprimorar o entendimento de mercado, tarefa que é realizada com sucesso a partir da combinação de tecnologias de ponta.

E tão importante quanto obter informações úteis, é disponibilizá-las de maneira integrada e intuitiva.

Governança

Como já explicamos neste texto, todas as etapas acima devem estar adequadas às diretrizes definidas pela governança de dados.

Assim, os esforços realizados acerca da gestão de dados estarão constantemente alinhados com as estratégias e, consequentemente, com as áreas de negócios.

O que é um software de gestão de dados?

A análise inteligente de dados é feita a partir da coleta, do armazenamento e da organização de grandes quantidades de dados. Automatizar esse trabalho é papel do software.

A tecnologia auxilia na organização e no refinamento dos resultados apresentados com o apoio de filtros e soluções de customização.

Como fazer a gestão de dados de forma eficiente

Como todos os processos dentro de uma empresa, a gestão dos dados deve ser feita de maneira organizada.

Em seu site, a FIA faz recomendações para a elaboração de uma estratégia consistente.

O primeiro passo sugerido é a percepção dos dados como ativo valioso para a organização. Quando o tema é incorporado à estratégia da empresa, os caminhos começam a ganhar contornos mais nítidos.

E, a partir do reconhecimento da importância do tema pela liderança, criam-se políticas para nortear decisões a serem tomadas.

Para isso, o segundo passo é primordial. Trata-se do diagnóstico inicial para avaliação das principais necessidades da empresa em relação à gestão dos dados.

Tal mapeamento é importante para formar os alicerces da estratégia.

Na sequência, é hora de definir responsabilidades dos profissionais envolvidos na operação. É preciso determinar quem responderá pela área e avaliar os impactos das decisões acerca da gestão de dados.

Vale ressaltar que a estratégia da gestão de dados não é um movimento isolado. É fundamental que ela esteja alinhada com os objetivos de negócio, de forma que os planos sejam desenhados em parceria com outras lideranças.

Por isso, a integração entre os setores é vital. O departamento de TI, que normalmente dispõe de acesso e intimidade com o tema, precisa trabalhar em parceria com o restante da organização para o melhor uso dos dados.

A tarefa de conscientizar os colaboradores sobre a relevância do tópico pode não ser simples. Sendo um ativo que é parte da cultura da empresa, é importante que haja treinamentos para que todos “fiquem na mesma página” do que se espera.

Por fim, não dá para pensar na gestão de dados sem prever ferramentas para monitoramento dos resultados. Acompanhar o processo de perto e fazer ajustes rápidos são práticas essenciais em busca de melhores resultados.

Como fazer a governança de dados?

Imagem07 Como Fazer A Governanca De Dados

A governança exerce papel central na gestão de dados e deve contar com todas as condições para garantir a segurança das informações tratadas e armazenadas.

Com a vigência da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais), os mecanismos de controle passaram a ser claros para todos os agentes do ecossistema.

Por isso, o papel da governança começa já na triagem. Na Neoway, por exemplo, são admitidos apenas os dados cuja origem é legítima, conforme explicamos neste vídeo.

Tendo garantida a legitimidade dos dados, o passo seguinte é atuar com eficiência em sua classificação. A organização é fundamental para dar agilidade ao processo e evitar desperdício de tempo e de recursos financeiros.

Ainda de acordo com a LGPD, a proteção dos dados é outro ponto crítico e prioritário. Para garantir o nível máximo de segurança, na Neoway seguimos à risca todos os protocolos recomendados pela legislação.

Além disso, atualizamos a Política de Tratamento de Dados e o Aviso de Privacidade do site.

Quais riscos a empresa corre em não realizar o gerenciamento de dados de forma correta?

Em uma sociedade digital, a gestão de dados é imprescindível para compreender os cenários e tomar melhores decisões.

No mundo empresarial, o uso inteligente de dados não apenas permite identificar novas oportunidades como se mostra uma solução eficiente para evitar riscos.

Segundo a consultoria Markets and Markets, as empresas ao redor do mundo devem investir US$ 2.64 bilhões em ferramentas e estratégias de prevenção de perdas este ano.

Investir na redução de riscos significa investir contra fraudes, vazamentos de informações sigilosas, erros e demais ameaças que podem gerar prejuízos financeiros e reputacionais.

As empresas que fazem uma gestão adequada de dados protegem a si mesmas e a todos que estão conectados a elas.

Imagem08 CTA Prevencao A Fraude

Conclusão

Imagem09 Conclusao Gestao De Dados

A gestão de dados deixou de ser uma prática desejável e se tornou estratégica nas empresas que valorizam decisões conscientes.

Gestores que fazem bom uso dela têm uma visão privilegiada dos acontecimentos, antecipam cenários e descobrem novas possibilidades amparadas por insights.

Na era da transformação digital, abrir mão da gestão dos dados seria equivalente a caminhar no escuro, tropeçando nos obstáculos pelo caminho.

Use a tecnologia a seu favor para enxergar melhor e operar com inteligência de mercado.

Colunista
Neoway
A Neoway é a maior empresa da América Latina de Big Data e Inteligência Artificial para negócios. Desde 2002, desenvolvemos soluções que dão produtividade e precisão para marketing, vendas, compliance, jurídico, crédito e fraude em setores como finanças, tecnologia, seguros, bens de consumo e saúde. Nossos redatores escrevem sobre tecnologia, negócios e suas intersecções.
Veja todos os artigos do colunista