Ativos tangíveis e intangíveis: qual a diferença?

SCROLL DOWN

A Neoway é a maior empresa da América Latina de Big Data Analytics e Inteligência Artificial para negócios. Fundada em 2002, em Florianópolis, lançou a sua plataforma SaaS em 2012, e, hoje, está presente em todo o Brasil.

Compartilhe este conteúdo:

Busque o assunto desejado

Toda empresa possui ativos tangíveis e intangíveis que demonstram sua capacidade financeira e de buscar crédito, já que podem ser utilizados como garantia para essas transações.

Para quem vai conceder o empréstimo, é importante conhecer esses tipos de ativos e contar com as ferramentas certas para encontrá-los e trazer mais segurança para as operações.

Veja o que são ativos tangíveis e intangíveis, como eles auxiliam na definição da faixa de crédito do cliente e como podem ajudar na recuperação de valores. 

O que são ativos tangíveis e intangíveis?

Infográfico: O que são ativos tangíveis e intangíveis?

Para entendermos o que são ativos tangíveis e intangíveis, é preciso ter em mente que, quando se trata de atividades econômicas, a contabilização parte da noção do que são ativos e passivos.

Ativos são os bens ou valores que uma pessoa ou empresa possui, ou seja, é tudo o que pode ser convertido em dinheiro. Por sua vez, os passivos referem-se à parte “negativa”, abrangendo bens, dívidas e obrigações que subtraiam da receita.

Ativos tangíveis

São ativos materiais: recursos físicos ou que possam ter seu valor medido em termos monetários. São adquiridos para gerar benefícios econômicos para a empresa.

Os ativos tangíveis possuem outra característica importante, que é sua vida útil econômica. Por se tratarem de bens materiais, podem perder valor ao longo do tempo. É o caso, por exemplo, de automóveis ou de equipamentos das indústrias, que são bens cuja depreciação é natural e esperada.

Por outro lado, alguns bens não perdem valor com o tempo e não possuem vida útil econômica. O ótimo exemplo neste contexto são os imóveis (terrenos e edificações), que podem valorizar com o tempo.

Ativos intangíveis

Os ativos intangíveis têm uma definição menos clara. Para serem categorizados, é preciso que eles se enquadrem na definição de bem ou ativo, isto é, devem ser uma propriedade da empresa com potencial para gerar benefício futuro.

Os ativos intangíveis têm quatro outras características básicas, definidas pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC) 04:

  • Poder ser vendido, transferido, alugado, trocado etc.
  • Resultar em direitos contratuais ou outros direitos legais;
  • Gerar benefícios econômicos futuros;
  • Poder ter seu custo mensurado com segurança.

O processo de perda de valor de ativos intangíveis é chamado de amortização, que tem duração limitada. Os intangíveis podem ter vida econômica útil, como as licenças, direitos autorais, direito de imagem, entre outros; ou ser caracterizados como perpétuos, que incluem as marcas e goodwill.

Ativos tangíveis e intangíveis são muito importantes para empresas, pois seu valor de mercado está diretamente ligado à avaliação de seus bens materiais e imateriais. Com a modernização da economia, boa parte dos ativos de uma organização consiste em intangíveis.

Como os ativos ajudam na definição da faixa de crédito e na recuperação de valores?

Infográfico: Como os ativos ajudam na definição da faixa de crédito e na recuperação de valores?

Os ativos tangíveis e intangíveis constituem o balanço patrimonial de uma empresa. Esse documento é essencial para fazer negócios, além, é claro, de ser uma obrigação contábil.

Quando uma organização precisa fazer uma operação de crédito, como levantar um empréstimo, geralmente ela coloca seus ativos tangíveis como forma de garantia. Até porque, a maioria das instituições de crédito não aceitam ativos intangíveis como garantia, mesmo que tenham potencial de gerar benefícios econômicos.

Isso porque, nas empresas, os bens materiais podem ser avaliados com mais facilidade. Além disso,podem ser transformados em valores monetários imediatamente, de maneira mais concreta. Isso torna o processo de recuperação de crédito e de cobrança de dívidas mais seguro.

Naturalmente, o uso dos ativos intangíveis não perde a sua importância. Algumas propriedades intelectuais, patentes e até mesmo projetos em desenvolvimento podem gerar impactos para a margem de lucro potencial da empresa. Assim, ela se torna apta a receber crédito, uma vez que o empréstimo vai ajudá-la a desenvolver suas propriedades intelectuais e, a partir delas, gerar ativos tangíveis.

Portanto, cabe à empresa de concessão de crédito analisar o balanço patrimonial da tomadora, pois esse documento é um importante indicador da sua saúde financeira. Quando essa organização possui um histórico positivo e um equilíbrio entre ativos e passivos, isso faz com que a concessão dos valores seja mais facilitada e segura.

Conheça o Neoway Precatory, uma solução para recuperação de ativos a partir da busca de precatórios de devedores e partes relacionadas. Entenda como é feita as análises para concessão de crédito e negociação de dívidas.

Posts relacionados

Cadastre-se na Newsletter da Neoway e receba conteúdos gratuitos sobre inovação, tecnologia e negócios.